″Era um monstro. Mas não é razão para banir a sua música″, diz autor de ″Leaving Neverland″

Dan Reed, autor de “Leaving Neverland”, falou ao JN da ressonância do documentário que expôs o lado feio de Michael Jackson.

Quatro horas de duração, dois depoentes, uma verdade apavorante: durante décadas, Michael Jackson abusou sexualmente de dezenas de crianças – nunca o admitiu, nunca foi condenado. Quase 30 anos após os factos, duas das vítimas relatam-se em “Leaving Neverland”, documentário de Dan Reed que dinamita o imaginário de milhões de fãs do cantor. Em entrevista ao JN, o cineasta ajuda-nos a perceber o impacto que o filme está a ter no Mundo.




Source link