Teste focagem no Drago :: zerozero.pt | MINHO Noticias
Connect with us

MINHO Noticias

Teste focagem no Drago :: zerozero.pt

Desporto

Teste focagem no Drago :: zerozero.pt

O Marítimo ou o FC Porto, dependendo da perspetiva, em primeiro plano e com toda a definição. O Braga (ou o Liverpool…) e o dérbi com o Nacional bem lá atrás, bem desfocados. O desafio de portistas e maritimistas é este: ver só os 90 minutos no Dragão, deixar os seguintes (grandes) desafios fora dos pensamentos.

No campeonato, e é esse o contexto destes dias, Sérgio Conceição e companhia já sabem o que é preciso fazer para não deixar fugir o título recuperado em 2017/18: vencer, vencer e vencer. Ou antes, vencer, vencer e esperar mais um deslize do grande rival. Houve deslize encarnado na 25ª jornada e no Dragão acredita-se que haverá mais… como na Luz se acredita no contrário, ou que um deslize portista pode nem ser preciso.

FC Porto vem do triunfo em Santa Maria da Feira Catarina Morais / Kapta +

O FC Porto chega também ao Dragão já conhecedor do que lhe saiu em sorte – ou em azar, para muitos – na rota da elite europeia até ao Wanda Metropolitano. O Liverpool é um fantasma que os dragões querem afastar, mas haverá tempo para pensar nisso mais tarde.

Para o Marítimo há também um teste mental: sabendo que na jornada seguinte há dérbi madeirense, frente ao Nacional, conseguir não ver esse jogo da próxima ronda como única forma de ganhar terreno na luta pela manutenção nestes próximos tempos, incluindo também este encontro na Invicta como possibilidade para tal. Uma possibilidade com um grau de exigência muito mais elevado, mas uma possibilidade ainda assim.

Rara semana de tranquilidade

Taça da Liga, Liga NOS, Liga dos Campeões, Taça de Portugal. Lutar nas quatro frentes (uma ficou para trás e os dragões, falhando a conquista do troféu, foram até à final) implicou, como seria de esperar, um esforço tremendo neste início de 2019 e jogos com grande frequência.

Em muitos momentos Sérgio Conceição não fez a rotação que muitos esperavam, em alguns momentos trocou o que não se esperava, e os resultados foram variando, com pontos muito altos (receções a Roma e Braga, por exemplo) e alguns pontos mais baixos (idas a Guimarães, clássico…).

Sérgio Conceição teve mais tempo do que tem sido habitual para preparar o jogo Rogrio Ferreira / Kapta+

Para algo completamente diferente, quase uma semana separa o último encontro dos dragões – o difícil triunfo em Santa Maria da Feira – e esta receção ao Marítimo. Seis dias, para sermos mais exatos. Um raro descanso bem-vindo, como será bem-vindo o descanso daqueles que depois deste jogo não irão às respetivas seleções.

A semana, de resto, não trouxe muitos novos problemas para Sérgio Conceição (além de passar a ter a certeza de que será necessário pensar num pós-Militão no fim da época). Aboubakar é uma ausência a que a equipa já se habituou, Fabiano e Bruno Costa juntaram-se à lista de indisponíveis mas seria improvável que tivessem algum tipo de influência neste jogo. Os restantes estão à disposição, depois de alguns dias para refrescar o corpo e a mente.

Assim, não há muitas dúvidas acrescidas, mas algumas questões que aguardam resposta: Brahimi volta ao onze? Militão continua na lateral-direita? Óliver volta ao onze? Otávio fica ou salta fora? Questões a que só a ficha de jogo poderá responder.

Dérbi à espreita e tantos à bica

Sugerimos que redirecionem o olhar para aquela discreta secção à direita dos onzes prováveis (que são um simples exercício de futurologia, como sempre). Mais precisamente, a secção de título «em risco». Pois é, são todos esses os jogadores que Petit tem em risco de suspensão. Ou seja, um amarelo no Dragão tira-os do dérbi madeirense com o Nacional, um jogo – na teoria – mais do campeonato do Marítimo, que procura garantir a manutenção.

Zainadine treinou condicionado e está em risco de suspensão, como outros seis Catarina Morais / Kapta +

Será interessante ver que tipo de gestão – se alguma – o treinador fará perante essa situação, e em particular a questão Zainadine: o central moçambicano é peça-chave da defesa, não só pelo que dá em termos defensivos mas pela forma como lança contra-ataques a partir do seu setor, mas além de estar em risco de suspensão treinou condicionado durante a semana. É ele a principal dúvida, portanto.

Se há algo que não deixa margem para dúvidas, no entanto, é que há qualidade no plantel do Marítimo que não pode ser ignorada. Os maritimistas viram-se a perder por 0x2 contra o Moreirense, responderam com três golos e assim construíram uma das grandes vitórias da jornada anterior, contra a equipa-sensação do campeonato. Joel Tagueu, com dois golos, foi figura de destaque, mas houve Getterson a saltar do banco para ser influente, houve Pelágio a mostrar de novo que é um talento em bruto interessante, no mínimo.

E então, FC Porto e Marítimo, é possível não pensar em mais nada?


Source link

Continue Reading
You may also like...

More in Desporto

To Top

Powered by WP Robot

%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas