A Língua Portuguesa Brasileira Para Investidores Imobiliários e Fundiários | MINHO Noticias
Connect with us

MINHO Noticias

A Língua Portuguesa Brasileira Para Investidores Imobiliários e Fundiários

Desporto

A Língua Portuguesa Brasileira Para Investidores Imobiliários e Fundiários

Falado por mais de 200 milhões de pessoas no mundo, o português brasileiro nasceu da colonização do maior país da América do Sul no século XVI. Durante dois séculos coexistiu com várias línguas africanas faladas pelos escravos comprados no país e foi apenas na última parte do século XVIII, onde se tornou o vernáculo completo.

Enquanto a maioria do vocabulário é predominantemente de origem portuguesa européia, muitos vestígios da língua africana permanecem – particularmente das raízes ioruba e tupi-guarani (o sotaque africano ainda permanece, particularmente nas regiões do norte do país como Salvador, Recife e Natal). Há, além disso, vários empréstimos de outras línguas europeias, incluindo alemão, italiano e inglês. De acordo com especialistas em linguística, muitas palavras relacionadas ao financiamento e ao comércio são de inglês decente (exemplos incluem layout, encaminhamento, commodities, telemarketing, franquia e mercadoria).

Deve-se notar que existem várias diferenças na ortografia e pronúncia entre o português europeu e o português brasileiro (o serviço Google Translate gratuito, ao qual frequentemente chamamos nossos clientes, aplica o português europeu, motivo pelo qual a confusão às vezes surge). As diferenças são frequentemente comparadas ao inglês dos EUA e do inglês do Reino Unido (em termos de uso) – um exemplo notável é o uso generalizado de ô ou ê em muitas palavras onde o portguese europeu usa ó ou é, resultando em uma pronúncia alternativa.

Enquanto a maioria dos palestrantes europeus de Portguese tendem a se adaptar e entender os brasileiros com facilidade, o inverso ocasionalmente não é o caso – muitos afirmam que isso ocorre porque a cultura brasileira (como televisão, filmes, literatura e música) é particularmente popular em Portugal. De fato, a influência cultural, política, econômica e social que o Brasil está tendo está resultando em um uso mais difundido da língua. As novelas brasileiras são agora assistidas em vários países sul-americanos, na Europa e até mesmo na Índia e nos filipenhos. Desde que o Brasil ingressou no Mercosul, o português é agora ensinado em muitas escolas na América do Sul – particularmente em seus países vizinhos (há várias sobreposições lingüísticas entre o espanhol e o português).

Também deve ser notado que vários sotaques e dialetos regionais são aparentes em todo o Brasil – por exemplo, nas áreas rurais, o sotaque (conhecido como 'caipira') pode parecer confuso (mesmo para os brasileiros) particularmente com relação à pronúncia das letras ' r 'e' l '. Cariocas (moradores do Rio de Janeiro) tendem a adicionar o som 'sh' à medida que se comunicam, além de aumentar o uso de ditongos prolongados. Ao sul do país, várias idiossincrasias alemãs e italianas são evidentes devido à grande quantidade de imigrantes em áreas como Porto Alegre e Santa Catarina a partir do final do século XIX. Os acentos das regiões de Minas Gerais, Mato Grosso e Tocantins também são facilmente reconhecíveis. Devido ao tamanho e à localização de grande parte da riqueza do país, São Paulo é um caldeirão de sotaques de todo o país, além de ser influenciado pelo grande número de descendentes de italianos, japoneses, armênios e libaneses que residem lá. .


Source by Ruban Selva

Continue Reading
You may also like...

More in Desporto

To Top

Powered by WP Robot

%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas