″Tantas paragens, médicos, massagistas… o FC Porto controla muitíssimo bem″ | MINHO Noticias
Connect with us

MINHO Noticias

″Tantas paragens, médicos, massagistas… o FC Porto controla muitíssimo bem″

Desporto

″Tantas paragens, médicos, massagistas… o FC Porto controla muitíssimo bem″

Treinador do Aves, José Mota, foi muito crítico com a postura da equipa na primeira metade do encontro. Depois do intervalo, a atitude melhorou, mas já não houve como dar a volta ao resultado.

Má primeira parte: “Não podemos ter medo. Não fomos uma equipa consistente, não fomos organizados e, com bola, não fomos esclarecidos. Todas as bolas que tínhamos, perdiamo-las. Deixámos o domínio para o FC Porto, fomos pouco pressionantes e, portanto, quando se joga assim, desta forma, com uma equipa que tem todos estes valores individuais, com toda a envolvência que tem do jogo, quer interior quer em profundidade, acaba por criar oportunidades de perigo. Criaram duas ou três oportunidades boas e o golo acaba por surgir numa série de ressaltos e, nesse ponto, poderíamos também ser mais esclarecidos; ou seja, a confusão acabou por dar o próprio golo. Não gostei nada da primeira parte e não gostei, fundamentalmente, pelo receio, pelo medo que tivemos de ter bola; pelo medo dos duelos, dos contactos. Temos de ser uma equipa à nossa imagem, sem receio e a jogar o jogo pelo jogo”.

Reação: “Na segunda parte, foi isso que pedi aos meus jogadores, que jogassem tranquilos, sem receios; que tivéssemos bola, procurássemos jogar apoiados. Fizemo-lo melhor, muito melhor. Obrigámos o FC Porto a recuar muitas vezes as suas linhas, a defender de uma forma que não desse grande espaço para a finalização. Conseguimos uma melhor segunda parte. Estivemos muito mais próximos da área do adversário. Não tivemos grandes oportunidades, é verdade, tirando esta bola na barra, mas, tivemos muito mais motivação, fomos muito mais organizados e poderíamos, eventualmente, conseguir o golo do empate. Sentimos isso, que o jogo estava com essa dinâmica de poder ser discutido. Não conseguimos, paciência, mas, na segunda parte, demos a imagem daquilo que somos e do que queremos ser neste campeonato”.

Substituições: “É claro que as segundas partes, com tantas paragens, tantas entradas de médicos, massagistas… Sabemos que o FC Porto sabe controlar muitíssimo bem esse tipo de situações e quebras de tempo, ritmos. Acabámos por ter cinco minutos de tempo extra, o que acho muito pouco. Muitas faltas, muitas paragens. Sabíamos que FC Porto, a ganhar, iria fazer tudo para manter este resultado, fez as suas alterações nesse sentido. Nós fizemos as nossas para dar mais agressividade, mais esclarecimento em termos ofensivos. Paciência, não conseguimos, mas, fizemos tudo para, pelo menos, ter o empate e fazer um golo, mas, o FC Porto fechou-se bem e organizou-se no sentido de segurar o resultado”.




Source link

Continue Reading
You may also like...

More in Desporto

To Top

Powered by WP Robot

%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas