″A arbitragem está com o VAR muito melhor do que sempre foi″

No final do encontro que ditou a passagem do Sporting à final da Taça da Liga, nas grandes penalidades, Frederico Varandas dedicou a vitória a Keizer e considerou o resultado justo.

“(…) Eu, enquanto presidente, perdi em Tondela e perdi bem. Perdi porque o Sporting foi inferior. Perdi com o Portimonense, perdi bem porque fui inferior ao Portimonense. Empatei com o F. C. Porto, empatei bem. Hoje, o resultado foi justo e certamente houve erros de um lado e do outro nestes três jogos que enunciei. Para mim há três formas de lidar com a derrota. Com dignidade, conseguindo perceber porque se perdeu, olhar para dentro; a versão histérica e eu admito que frustração de perder uma final em casa, mais uma vez, não é fácil; e a versão cobarde que é refugiarmo-nos em outras pessoas, em linhas. Porque se há coisa que eu sei, neste momento, é isto: a arbitragem está com o VAR muito melhor do que sempre foi”, começou por dizer o líder dos leões, visando Luís Filipe Vieira.

“Erram? Erramos todos. Erram os árbitros, erram os treinadores… E hoje vive-se, sinto eu, com uma arbitragem mais livre. E o que me preocupa mais nisto tudo é ver um presidente a dizer que um determinado árbitro não pode voltar a arbitrar e hoje ter a notícia que o árbitro pede uma licença por tempo indeterminado. Isto é que não pode voltar a acontecer e é preciso ter coragem de dizer as coisas. Há um tempo que não pode voltar atrás e a minha direção, enquanto Sporting, não vai deixar que isto volte para trás”, disse Frederico Varandas, dedicando a vitória a Keizer.

“Queria dedicar esta vitória ao nosso treinador, Marcel Keizer, que hoje teve a infelicidade de perder um familiar muito próximo e, com grande profissionalismo, fez o jogo. Com grande dificuldade foi à conferência de imprensa e esta vitória é para ele”, concluiu.




Source link