Morreu o presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas | MINHO Noticias
Connect with us

MINHO Noticias

Morreu o presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas

Noticias

Morreu o presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas

O presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA), José Arruda, morreu sábado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

Em comunicado, a associação manifestou “enorme mágoa e profunda consternação” pelo “falecimento inesperado”, esta tarde, do comendador José Eduardo Gaspar Arruda.

A ADFA salienta que José Arruda se entregou “abnegadamente à causa da dignidade” dos deficientes das Forças Armadas e dos deficientes portugueses em geral, servindo a República “com a elevação e a responsabilidade de um cidadão íntegro, dedicado e exemplar”.

“Sublinhamos e homenageamos o homem de Abril, que viveu na plenitude os valores da democracia, em liberdade e solidariedade”, lê-se no comunicado.

O Ministério da Defesa lamentou a morte de José Arruda, considerando-o como “uma referência incontornável” para a Defesa e para a sociedade portuguesa. “A sua liderança da Associação de Deficientes das Forças Armadas merece o reconhecimento e a admiração de todo o país, e perdurará na memória de todos”, lê-se num comunicado emitido pelo gabinete do ministro, João Gomes Cravinho.

O primeiro-ministro, António Costa, lembrou a “extraordinária energia” com José Arruda se dedicou à causa dos deficientes militares. Numa mensagem divulgada na rede social Twitter, o primeiro-ministro lamentou a morte do presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas e enviou condolências à família, amigos e à Associação.

Também o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou José Arruda pela sua dedicação “altruísta e meritória”. “O comendador José Eduardo Gaspar Arruda assegurou de uma forma extremamente dedicada, altruísta e meritória a reafirmação dos direitos à recuperação moral e material dos deficientes das Forças Armadas, numa permanente defesa dos valores da civilização, em prol da dignificação do ser humano, da justiça social e promoção da liberdade”, escreveu o presidente da República numa nota divulgada no site da Presidência.

José Arruda nasceu em Moçambique em 10 de março de 1949, desenvolveu uma carreira de atleta até integrar o serviço militar obrigatório e foi ferido, em 1971, durante a guerra colonial, “acidente do qual resultou a cegueira e a amputação o membro superior esquerdo”.

Em 1973, durante a permanência no Hospital Militar Principal, participou no movimento de apoio à criação do estatuto do deficiente das Forças Armadas, tendo posteriormente, em 1974, participado na primeira assembleia Geral da recém-criada Associação dos Deficientes das Forças Armadas, que surgiu na sequência da Revolução do 25 de Abril.




Source link

Continue Reading
You may also like...

More in Noticias

To Top

Powered by WP Robot

%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas